Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2009

Rio tranquilo no Porto

Se as eleições para a Câmara Municipal do Porto se realizassem hoje, Rui Rio obteria uma vitória folgada sobre Elisa Ferreira, candidata do PS, repetindo a maioria absoluta alcançada em 2005. De acordo com uma sondagem do centro de Estudos e Sondagens de Opinião da Universidade Católica, o actual presidente da autarquia recolhe 54 por cento das intenções de voto dos portuenses. Elisa Ferreira fica a uns muito distantes 23 por cento.

Porque será?

O ministro das Obras Públicas, Mário Lino, admitiu hoje que o concurso para a construção do novo aeroporto de Lisboa não deverá ser lançado antes das eleições legislativas, marcadas para 27 de Setembro. Porque será?

E Manuela ainda fala de Sócrates?

Estará já o diário i em campanha socrática, como muitos apregoam? Esperemos que não. Mas a avaliar por esta manchete...

Boa notícia em tempo de crise

A Associação Nacional de Jovens Empresários vai assinar hoje um protocolo com a direcção-geral dos serviços prisionais com o objectivo de qualificar actuais e ex-reclusos e promover a sua reinserção profissional. De acordo com o protocolo, a ANJE ficará responsável pela sensibilização e envolvimento do tecido empresarial na vertente da inclusão laboral e divulgação de boas práticas inclusivas. Uma boa notícia em tempo de crise.

Ataques ao PSD aí estão

«Embalado pelo rescaldo da recente vitória eleitoral, o PSD mostra-se já arrogante e revela mesmo semelhanças genéticas com a postura típica do engenheiro Sócrates».
Honório Novo. Deputado do PCP. JN

O número

Há 11 casos de gripe A detectados em Portugal. Mas..ninguém quer saber.

Pobres, mas felizes!

Pobres, desmobilizados mas, apesar disso, felizes. São assim os portugueses. No final do estudo Necessidades em Portugal – Tradição e Tendências Emergentes, os investigadores viram-se perante um país socialmente muito frágil, pouco capaz de se mobilizar individual e socialmente. Mas, apesar disso, com altos níveis de satisfação e felicidade. Aqui fica provado os índices de satisfação daquilo a que vulgarmente chamamos «tugas».

Calou-se uma das vozes mais brilhantes dos 80!

Naquele que é um dos dias mais tristes da música pop, a voz dos 80 calou-se. O rei da década maior da música deixa o maior legado que só alguém como ele podia oferecer ao mundo: a sua música única e inconfundível! Deixamos a pior imagem: mas a última que temos dele. E queremos ficar com ela.

Desvio de milhares

Dezenas de milhares de euros desviados na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, em Vila Real.Título do DN.

Candidato a tudo e a nada

Marcelo Rebelo de Sousa disse que a líder do PSD faz mal em só apresentar o programa eleitoral para as legislativas no final de Julho e que Manuela erra ao adiar a proposta. Só me apetece dizer: é por estas e outras que Marcelo não passará nunca de candidato a tudo e a nada.

Haverá uma morena a norte?

Este é um sábado fértil em afirmações muito particulares. Depois do ministro Mário Lino, também o amargurado autarca de Gaia continua com sede de protagonismo. Ao i, Luís Filipe Menezes fala da sua vida de autarca, do PSD e ainda tem tempo para dizer que «Pacheco Pereira é a loira do regime». E Menezes é a morena do norte?

O desgaste na sua plenitude

«Já não tenho idade para estar no Governo».Mário Lino, ministro das Obras Públicas. Expresso.

Sócrates: o humilde!

Nunca, em quatro anos vimos um Primeiro-Ministro tão humilde, tão sereno, tão democrático. Depois da tareia das eleições europeias, José Sócrates enfrenta o Inferno e, como tal, é preciso descer de nível e falar ao coração do povo. Desde o recuo no TGV, que está, por agora, adiado, até à moção de censura do CDS, passando por uma comissão política recheada de vergonha perante os dirigentes nacionais, o líder socialista começa finalmente a reconhecer os erros, a ouvir os outros e a deixar a arrogância em casa. Bem sabemos que pretende conquistar o eleitorado de esquerda e de centro que perdeu no último acto eleitoral.
Contudo, temos dó e até pena de um engenheiro que se verga depois de ter passado uma legislatura inteira a achar-se o rei, inteligente e único, da Pátria empobrecida. Mas José Sócrates sabe muito bem o que o espera. Uma derrota nas autárquicas e até o pavor de perder umas legislativas para a dama de ferro social-democrata. Cavaco, esse, está feliz da vida... Já está a visl…

País ingovernável

«A probabilidade de, nas próximas eleições legislativas, Portugal se poder tornar ingovernável é alta e perigosa, para a democracia e para o nosso futuro colectivo».
Mário Soares

Será?

Governo adia TGV para depois das eleições.Título do DN

Pesos pesados para as legislativas

Vieira da Silva, António Vitorino e João Tiago Silveira. São estes os pesos pesados que vão dar o corpo às balas como coordenadores para a campanha das eleições legislativas deste ano. José Sócrates fez o anúncio esta noite, no final da Comissão Política socialista, que se reuniu para reflectir a derrota estrondosa das europeias e projectar a estratégia e o rumo a seguir a partir de agora.
A esta hora, o secretário-geral do PS, já deve ter mil vezes pensado em como Jorge Coelho lhe faz falta! Mas aquele que já foi o homem forte do aparelho socialista está noutras lides. E enquanto se fazem jeitinhos ao Governo na Mota Engil, não se pode dar uma mãozinha eleitoral. É a vida.

A tragédia do dia

Um incêndio num prédio devoluto em Palmela matou três crianças e feriu dois adultos. A foto é da Lusa.

E se Cavaco vetar?

O ministro das Obras Públicas admitiu hoje que o Presidente da República pode vetar as bases de concessão do primeiro concurso do projecto de alta velocidade, mas diz não ver razões para que tal venha a acontecer. Pois é, Mário Lino está muito confiante. Mas, e se Cavaco vetar o diploma? Tendo em conta a opinião do chefe de Estado sobre a análise custo-benefício das grandes obras públicas em geral, se tal viesse a acontecer, não surpreenderia ninguém.

Quem tem telhados de vidro...

Quem tem telhados de vidro, devia estar caladinho. Luís Figo até é um jogador com bom senso e com bastante racionalidade nas declarações. Só que o ex-galáctico, que em 2000 foi transferido do Barcelona para o Real Madrid por 61,7 milhões de euros, diz agora, a propósito da milionária transferência de Cristiano Ronaldo para o Real que em tempos de crise «é vergonhoso» gastar-se tanto dinheiro. Irónico, não é?

Luz ao fundo do túnel?

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, propôs a criação de um Estado palestiniano desmilitarizado, e impôs como condição do início de negociações de paz que Israel seja reconhecido como «o Estado dos judeus». Esta é, pois, a resposta ao apelo do presidente Barack Obama no sentido de encontrar uma solução para o problema do Médio Oriente. Era bom que o túnel se iluminasse.

A frase do dia

«Qualquer país que atacar o Irão, vai arrepender-se». Mahmoud Ahmadinejad, presidente do Irão.
P.S. - Os 63 por cento nas eleições do passado fim-de-semana fizeram mal ao reconduzido presidente iraniano.

Declarada a primeira pandemia do século XXI

É oficial. Está declarada a primeira pandemia do século XXI. A Organização Mundial da Saúde elevou hoje para o máximo o nível de alerta para a gripe A H1N1, mas precisou que, apesar do âmbito global, se trata de «uma pandemia moderada». Independentemente disso, estamos perante um vírus que nos domina. A ver a evolução.

Mistérios da net

É um dos maiores rumores actuais na internet e dá pelo nome de «Twitpocalypse». Dizem os sábios destes mistérios tecnológicos que a rede social do momento vai ser desactivada no sábado, 13 de Junho, às 8h41 da manhã. Esperamos para ver o boom!

93 milhões por Cristiano

93 milhões de euros. O número que fica na história do 11 de Junho de 2009. O valor que o Real Madrid vai pagar ao Manchester United pelo passe de Cristiano Ronaldo. Hoje a cara da notícia foi mesmo o internacional português, que protagoniza, assim, a transferência mais cara da História do futebol mundial. Ronaldo conquista o sonho de voar para Madrid. À sua espera está um contrato milionário, mais um Kaká, comprado por 63 milhões de euros, e outras tantas estrelas do futebol europeu. Desejamos sorte a Ronaldo, que aos 24 anos, já fez um percurso no mundo da bola, que faz inveja a qualquer um. Resta saber se o Real fará o gosto aos títulos - Champions e Liga Espanhola - na próxima época com tanta estrela na companhia.

Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades

O País precisa de acreditar que o amanhã será sempre um Futuro melhor. Com Gerações de Ouro. A esperança, como disse Cavaco, deve alimentar os sonhos de cada um de nós, sobretudo, nos momentos de maior dificuldade!

PP de Portas é para esconder

Numa onda de antecipação e mobilizado pelos resultados das europeias, Paulo Portas tenciona apresentar ao Conselho Nacional de 17 de Junho os cabeças-de-lista para as próximas legislativas.
Os populares vão ainda mudar o símbolo do CDS, escondendo a designação Partido Popular. Porque será? Quando a vontade de convencer o povo é grande, não há nada que não se faça! A direita quando se entusiasma...é mesmo curiosa! Mas...se as coisas correrem bem, terá Manuela Ferreira Leite vontade de se coligar com Portas? Cenários.

A dureza de um Presidente

No dia das Comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas o discurso do Presidente já não surpreende ninguém, sobretudo, quando sabemos a crise que o País atravessa e quando conhecemos bem o pensamento de Cavaco.
Em Santarém, o PR fez questão de dizer que «é inaceitável o alheamento dos portugueses da vida pública» e frisou que a elevada abstenção nas eleições europeias de domingo «empobrece a democracia» e deve «fazer reflectir os agentes políticos».
«É necessário ter uma visão estratégica de médio e longo prazo, alheia a calendários imediatos que poderiam comprometer o Futuro e tornar inúteis os sacrifícios que a hora exige», aconselhou. É pena que os discursos e avisos presidenciais não passem do papel.

O erro de Portas

Confesso que acho a decisão um erro. Político. Sem razão e no tempo errado. Paulo Portas entende que se justifica uma moção de censura ao Governo por este estar «esgotado» a vários níveis. E apresentou-a hoje no Caldas. Além disso, Portas defendeu ainda que vários ministros deste Governo já deviam ter sido substituídos há muito tempo. O erro é confundir a derrota eleitoral nas europeias do passado domingo com a legitimidade democrática da governação. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. O tempo da moção de censura deveria ser outro e com outras razões, que existem de sobra ao longo dos últimos quatro anos.

Alarmante

Dados alarmantes que constam do relatório de Actividades e Contas de 2008 hoje divulgado pelo Tribunal de Contas: 609,4 milhões de euros de irregularidades na Conta Geral do Estado e das Regiões Autónomas relativos a 2007. Alberto João Jardim e Carlos César agora ficam caladinhos, não é? O costume.

Para reflectir

Estudo britânico diz que há menos divórcios em tempos de crise

Mas que MP é este?

Cada dia que passa, a Justiça presenteia-nos com surpresas incríveis. Os procuradores do Ministério Público admitiram, hoje, que cometeram um erro no despacho de arquivamento relativo ao processo das casas de Lisboa e enviaram um pedido de desculpas ao ex Presidente da República. As duas atribuições do despacho de arquivamento, no processo de acusação relativo a casas de Lisboa facultadas pela autarquia, foram imputadas ao mandato de Jorge Sampaio erradamente. A pergunta que se impõe é só uma: mas que MP é este?

A frase do dia

«O Presidente da República não comenta resultados de eleições, isso é matéria que compete aos analistas e eu não direi uma única palavra sobre os resultados».Cavaco Silva

P.S. - Nem precisa, sr. Presidente! Sabemos bem que ontem a noite de Belém foi de euforia. Só um cego político não o sabe.

O que esconde Constâncio

Finalmente, o governador do Banco de Portugal reconheceu esta noite que não houve uma atitude de desconfiança em relação ao BPN. Na longa audição na Assembleia da República, das duas uma: ou Vítor Constâncio decidiu mudar de estratégia, tendo em conta que o «seu» PS está de ressaca eleitoral, ou algo de muito grave o governador sabe, desde o início, e o esconde de todos os portugueses. Bem sabemos que para Constâncio, nós, povo, somos burros, mas cuidado, temos talvez mais massa cinzenta que muitos banqueiros nacionais.

Europa rende-se à direita

É uma conclusão unânime: os partidos de direita registaram uma vitória expressiva sobre os socialistas nas eleições europeias de ontem. Registar igualmente o facto de os partidos de extrema-direita e anti-imigração capitalizaram igualmente alguns ganhos. O que não deixa de ser preocupante.

A cara da vitória

A cara da derrota

PS em coma semi-profundo até às legislativas

Fonte: Sol.
Para todos aqueles que vaticinavam a derrota da social-democracia numas eleições que já se previam pouco participadas, a grande vitoriosa, já o sabíamos, foi a famigerada abstenção. Mas, há três, quatro conclusões a retirar destas europeias 2009.
1) o crescimento da esquerda à esquerda do PS. No caso do Bloco, os resultados desta noite são perigosos, já que o crescimento da extrema esquerda não augura nada de bom num futuro a prazo. Com uma CDU cada vez com menos peso eleitoral, apesar de ter crescido eleitoralmente, os bloquistas sabem bem explorar o voto útil, não só do PS, castigado pela governação, como de um PCP longe dos tempos de Cunhal e Carvalhas.
2) No PS, José Sócrates pagou caro a factura de ter lançado para a Europa um cabeça-de-lista que está fora das lides partidárias e que é tudo menos um político. Vital Moreira provou, nesta campanha, que é anti-PS e anti-europeu. Pagou o custo mediático e, tão cedo, não voltará a meter-se nestas andanças.
3) O CDS nem aqueceu…

Uma «coisa» que organiza orgias

«Berlusconi é uma coisa perigosamente parecida com um ser humano, uma coisa que dá festas, organiza orgias e manda num país chamado Itália».José Saramago. El País.

A magia tecnológica

É cada vez mais uma surpresa as maravilhas da investigação tecnológica. Uma equipa de investigadores australianos está a desenvolver uma nova tecnologia que vai tornar possível gravar num disco em tudo semelhante a um DVD quase meio milhão de músicas ou mais de 2 mil filmes. É obra!

O Presidente que não se cansa do apelo

«No tempo de crise económica e financeira internacional em que vivemos, as políticas europeias vão ter uma influência directa na recuperação da nossa economia e no combate ao desemprego e às situações de pobreza». A frase é do Presidente da República, que apelou hoje à participação dos portugueses nas europeias de amanhã. Cavaco bem se farta de tentar convencer os portugueses a irem votar, mas num fim-de-semana que antecede dois feriados e em que muitos tiraram mini-férias, muito dificilmente o apelo do PR servirá para coisa alguma. Já não falamos da distância que separa o eleitorado da UE e dos políticos que temos na praça. Era bom que alguém desse a fórmula milagrosa para voltar a unir eleitores e eleitos. Voto obrigatório? A ideia fica no ar.

Todos por Portugal

A corrida da abstenção já começou

As eleições para o Parlamento Europeu decorrem hoje em seis países da UE, incluindo em Itália, onde o acto é ensombrado pelo escândalo em torno da divulgação de fotografias que comprometem o primeiro-ministro, Sílvio Berlusconi. Eslováquia, Letónia, Malta, Chipre, República Checa e Itália votam hoje nas eleições europeias, depois de o Reino Unido e a Holanda terem inaugurado na quinta-feira o acto eleitoral, que em Portugal e nos restantes países decorre amanhã. Segundo sabemos, a ida às urnas está a correr dentro da normalidade...só mesmo a abstenção é a rainha-mãe destas eleições.

Quando pára o saque nacional?

Perante a vergonhosa gestão da banca conhecida nos últimos meses em Portugal é preciso dizer BASTA! Estamos cansados de banqueiros ladrões esem carácter. Ontem, ficamos a saber que as contas bancárias e outro património financeiro de João Rendeiro, antigo presidente do BPP foram congeladas por um juiz de instrução, após o Ministério Público o ter solicitado.
O congelamento de contas terá sido ainda alargado a dois antigos administradores, Paulo Guichard e Fezas Vital, também investigados no âmbito dos dez processos relacionados com o BPP. Em causa, mais uma vez, dezenas de operações em offshore e vários ilícitos criminais. Até quando o País assistirá a este saque nacional?